Pesquisas

Dicionário Carioca de Favelas e Bibliotecas Virtuais

O QUE É:

Trata-se de um projeto de criação de plataformas virtuais (Dicionário e Bibliotecas) para agregar a produção acadêmica e documental já existente sobre as favelas do Rio de Janeiro e que visa também permitir a coleta e construção coletiva do conhecimento existente sobre as favelas, por meio da articulação de uma rede de parceiros que já se dedicam a este tema, tanto nas academias quanto nas instituições produtoras de conhecimentos existentes nas próprias favelas.

OBJETIVOS:

- Servir como facilitador para o resgate da memória e identidades coletivas destes agrupamentos territoriais e comunidades;

- Criar um espaço virtual que congregue o conhecimento sobre as favelas cariocas de forma interdisciplinar e interinstitucional;

- Mobilizar atores com diferentes inserções sociais em uma rede que busque a produção coletiva de conhecimentos neste campo, sejam eles produtos acadêmicos como teses e artigos, ou documentais e imagéticos.

JUSTIFICATIVA:

A produção de conhecimentos sobre a realidade das favelas do Rio de Janeiro tem recebido atenção crescente por parte de várias organizações criadas pelos moradores das favelas, bem como de diversas instituições acadêmicas. Muitos esforços têm sido feitos para organizar essa produção em bases de dados e coleções de imagens e documentos. No entanto, por sua complexidade e seu caráter de natureza interdisciplinar, a produção acadêmica termina circunscrita a acervos vinculados a uma ou outra área de conhecimento, com difícil circulação entre tantos campos que tratam deste tema das favelas.

Por outro lado, há pouca devolução desta produção, que se nutre da generosidade dos moradores em conceder entrevista e seu precioso tempo, para retornar-lhes o produto destes trabalhos.

Cada dia é mais presente a necessidade de resgatar a memória das comunidades de moradores de favelas que é parte intrínseca da sua construção social e política, enfim, de sua identidade cidadã.

PRINCÍPIOS:

- Adotamos a pluralidade de visões na construção deste conhecimento, ao contrário de outras formas de produção coletiva que orientam-se pela neutralidade;

- Assumimos que o conflito é inerente à produção social e que nosso objetivo é apontar as controvérsias e não escamotear contradições;

- A produção do conhecimento será produto da ação de intelectuais orgânicos, independentemente da sua inserção social, voltada para a construção de saberes e práticas que estejam comprometidos com uma perspectiva emancipatória da sociedade.

- O processo de trabalho aberto e coletivo não prescindirá do rigor em relação aos produtos inseridos nas plataformas;

PARTICIPANTES:

Pesquisadores:

Nome

Instituição

Alan Brum

CEPEDOCA/ Raizes em movimento

Aline Lopes de Lacerda

FIOCRUZ

Aline Santos

EBAPE

Ana Luce Girão

Fiocruz

André Lima 

UFF

André Vinicios Leal sobral

UFRJ/PESC

Anelise Gutterres

UFRJ

Arthur Catraio

PEEP/EBAPE

Bianca Freire-Medeiros 

URBANDATA/USP

Carlos Eduardo Santos Pinho

PEEP/IESP

Clara  Polycarpo

PEEP/EBAPE

Cláudia Giannoti

GR. PIRATININGA

Cleonice Dias

CEACC

Dell Delambre

Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Dulce Chaves Pandolfi

CPDOC/FGV

Edson Luiz

Redes da Maré

Elias Paes

FGV

Fernando Severo

COPPE/UFRJ

Henrique Cukierman

COPPE/UFRJ

Henrique Fornazin

Coletivo Foto Expandida 

Itamar Silva

Gr.ECO/EBASE

Jailson S. Silva

Observatório de Favelas

Juliana Portella Vieira 

FGV / EBAPE / CEIPE

Leonardo Peters

FGV

Leonidio Santos 

FIOCRUZ

Luciana Danielli de Araujo

FIOCRUZ

Luisa Santiago

NPC

Luiz Antonio Machado da Silva

IESP

Magali Romero

FIOCRUZ

Marcelo Fornazin

UFF

Marcia Leite

CLAVIS/UERJ

Mário P. Simão

Observatório de Favelas

Melissa Prado

PEEP/EBAPE

Monique

URBANDATA

Nisia Lima

FIOCRUZ

Orlando Santos

IPPUR/UFRJ

Palloma Valle Menezes

PEEP

Rachel Viana

FIOCRUZ

Sabrina Guerghe

FGV

Tania Fernandes

FIOCRUZ

Tereza Meira

PPGE/UFF

Vanessa da Costa

FGV

 

 Rede de instituições

 

Link do Projeto Piloto:

https://www.dropbox.com/s/j24kym1wl65o9xm/Dicion%C3%A1rio%20Favelas.%20P...
 


 

Março/2017 - Atual

Projeto de Iniciação Científica - Melissa Prado
  

Apresentação Seminário de Iniciação Cientifica:

 

Link do Documeto Relatório Parcial de Iniciação Cientícfica: https://1drv.ms/w/s!Aucg9ICACGZT7Ep77LRo-0aba-y4 

 


 

2015 - Atual
Descentralização em saúde: O que deve ser aprimorado?

Descrição: Divulgar os resultados da pesquisa realizada no PEEP que deu origem ao Livro DEMOCRACIA E INOVAÇÃO NA GESTÃO LOCAL DA SAÚDE, publicado em 2014, por meio da elaboração de um policy paper e de artigos acadêmicos, com vistas a influenciar o processo de redesenho da política de descentralização em saúde e do desenvolvimento de metodologias específicas de sua avaliação.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .

Integrantes: Sonia Maria Fleury Teixeira - Coordenador / Assis Luiz Mafort Ouverney - Integrante.

2015 - Atual
Reordenamento das relações Estado, Mercado e Comunidade em territórios pacificados

Descrição: Escrever um livro a partir dos dados de pesquisa realizada nos anos de 2011-2013 sobre o impacto da implantação das UPP em quatro favelas do Rio de Janeiro: Santa Marta; Chapéu Mangueira, Babilônia e Providência..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .

Integrantes: Sonia Maria Fleury Teixeira - Coordenador.

2013 - 2014
Redes de Políticas Públicas e de Associativismo em Favelas Pacificadas

Descrição: A questão central que norteia a proposta da pesquisa é: em que medida as redes de políticas envolvidas no processo de pacificação asseguram eficácia e efetividade das políticas públicas de forma sinérgica e inovadora, além de garantir a sua sustentabilidade em médio prazo? Os objetivos são: Identificar e desenhar redes de políticas e de associativismo, bem como as relações e dinâmicas que as interligam nos territórios pacificados das quatro favelas que estudamos: Santa Marta, Chapéu Mangueira, Babilônia e Providência; Analisar os dados colhidos no campo de forma a permitir traçar a configuração e dinâmica de tais redes, bem como sua efetividade na implantação da política pública e seu impacto no desenvolvimento social..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .

Integrantes: Sonia Maria Fleury Teixeira - Coordenador.
Financiador(es): ProPesquisa - FGV - Auxílio financeiro.

2013 - Atual
Do Welfare ao Warfare State: desafios das políticas públicas de proteção social

Descrição: O objetivo geral desta pesquisa é produzir uma reflexão teórica, em base aos dados já coletados, sobre as possibilidades e limites da construção de um Estado de Bem-Estar Social em condições que assegurem a governabilidade democrática, gerem coesão social a partir da constituição de sujeitos políticos incluídos na condição de cidadania por meio de políticas inovadoras..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Sonia Maria Fleury Teixeira - Coordenador.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

CIDADANIA E DISCRIMINAÇÃO COMO CRITÉRIOS DE ANÁLISE DA POLÍTICA PÚBLICA

Coordenação: Profa. Dra. Sonia Fleury
Programa de Estudos sobre a Esfera Pública – PEEP EBAPE/FGV

Financiadores dessa Linha de Investigação:
CNPq – Área de conhecimento em Administração Pública (AE), Processo 474066/2011-8, Período de 2011-2013.
FAPERJ - Auxílio à Pesquisa na modalidade APQ-1, Processo E-26/110.607/2011, Período de 2010-2012.
PROPESQUISA-EBAPE/FGV – Linha de Pesquisa em Instituições, políticas e governo (Macro): Foco no nível institucional e no processo de formulação de políticas, Período de 2010-2013.
 

O objetivo geral deste projeto de pesquisa foi analisar a implantação do Programa de Aceleração do Crescimento e implantação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) e UPP Social em três comunidades do Rio de Janeiro, a partir da perspectiva de promoção da cidadania e redução de estigmas que discriminam a população destas comunidades, comparativamente aos dados e estudos sobre a implementação do Programa Favela Bairro e Morar Legal.

Ademais e mais especificamente, teve-se o objetivo de:

a) Consolidar um modelo de análise de políticas públicas capaz de compatibilizar aspectos relativos à construção de uma sociedade democrática e a inclusão na comunidade de cidadãos, tratados no âmbito das ciências políticas, com aspectos relativos ao desenho, implementação e gestão de políticas, matéria afeita ao campo da administração pública.

b) Aprofundar a discussão teórica de forma a permitir compatibilizar o desenvolvimento mais recente da teoria política da cidadania com a literatura sociológica existente sobre estigma e discriminação.

c) Compatibilização da metodologia utilizada na pesquisa anterior com as investigações atuais, de forma a permitir a comparabilidade dos dados.

d) Contextualizar as mudanças ocorridas nas políticas sociais de enfrentamento da pobreza e o crescimento de manifestações socioculturais das comunidades em estudo, entre a época da pesquisa anterior e a implementação das UPPs.

e) Identificar fatores que no desenho e implementação das políticas públicas favorecem ou obstaculizam o exercício da cidadania.

f) Estabelecer redes de pesquisadores de forma a apoiar outras instituições acadêmicas.

O projeto teve ótimos resultados e uma profícua produção.

Para conhecimento, segue o Relatório apresentado ao CNPq em Janeiro de 2014, com a finalização desta linha de investigação:

Relatório Técnico CNPq 2014

ÍNDICE

OBJETIVOS E METAS
1. Objetivos 6
1.1 Objetivo Geral 6
1.2 Objetivos Específicos 6
2. Metas 7
3. Comentários 6
PRODUÇÃO ACADÊMICA
1. Monografias, Dissertações e Teses 10
1.1 Defendidas na EBAPE 10
1.2 Defendidas em outras Instituições Acadêmicas 12
2. Artigos Científicos 16
2.1 Artigos em Livros 16
2.2 Artigos em Periódicos 19
3. Artigos no PRELO 23
3.1 Aceitos para publicação 23
3.2 Submetidos à avaliação 24
4. Congressos Científicos 24
4.1 Apresentação de Trabalhos em Congressos Internacionais 24
4.2 Apresentação de Trabalhos em Congressos Nacionais 24
5. Participação em Seminários e Mesas Redondas 25
6. Prêmios e Distinções 32
PRODUÇÃO ESPECIAL
1. Produção de número temático – Le Monde Diplomatique 35
2. Organização de Seminários, articulação de redes de pesquisadores e lideranças de favelas e produção de vídeos 38
Vídeo “Favela é Cidade”
3. Publicações: mídias diversas 52
3.1 Artigos em Jornais/Revistas 52
3.2 Entrevistas 53
3.3 Vídeos 55
MARCO CONCEITUAL E METODOLOGIA DA PESQUISA
1. Introdução 56
2. Objeto da Investigação 61
3. Hipóteses 80
3.1 Seleção dos sujeitos da pesquisa 81
3.2 Categorias analíticas e técnicas de análise dos dados 89
4. Pressupostos Metodológicos 91
5. Referências Bibliográficas 94
6. Instrumentos e Técnicas de Pesquisa 105
6.1 Dados Secundários 105
6.2 Observação Participante 107
6.3 Observação com Filmagem 108
6.4 Iniciativas de Organização da Sociedade Civil nas Favelas 108
6.5 Acompanhamento dos Discursos das Autoridades 108
6.6 Relatos de Mídias Alternativas 110
6.7 Catálogo de Reportagens na Mídia 118
6.8 Roteiros de Entrevistas 119
6.9 Resenhas de Artigos 121
6.10 Atas de Reuniões e Seminários da Equipe 139
6.11 Relatos e Transcrições de Entrevistas 141
6.12 Mapa de Atores 156
6.13 Organização do discurso dos Atores 166
6.14 Anexos 166
TRABALHO DE CAMPO
1. Banco de Entrevistas e Observações 179
2. Banco de Dados de Políticas Públicas 192
2.1 Habitação 193
2.2 Pacificação 200
2.3 Segurança 207
2.4 Demais Políticas Sociais 210
3. Diagnósticos Socioeconômicos e Comportamentais
1. Dados Socioeconômicos 218
1.1 Introdução 218
1.2 População e Domicílios 224
1.3 Renda e Educação 227
1.4 Desigualdade de Renda 229
1.5 Cor/Raça 230
1.6 Energia Elétrica 231
1.7 Ocupação do Domicílio 232
2. Diagnóstico Comportamental 235
2.1 Dados de Criminalidade 235
2.1.1 AISP 02 – Botafogo, Humaitá e Urca 236
2.1.2 AISP 05 – Centro, Gamboa, Santa Teresa, Saúde, Santo Cristo 237
2.1.3 AISP 19 – Copacabana (parte), Leme 239
2.1.4 Capital 241
2.1.5 Análise dos Dados 242
2.2 Comportamento dos Eleitores
4. Campo Chapéu-Mangueira e Babilônia 258
4.1 Contextualização histórica das comunidades Chapéu Mangueira e Babilônia 258
4.2 Redes 287
5. Campo Santa Marta 302
5.1 Introdução 302
5.2 Redes 322
6. Campo Providência 335
6.1 Redes e Análise de Redes 335
7. Estudos Temáticos 352
7.1 A Militarização do Social: UPP no Santa Marta 352
7.2 Expansão do Mercado Local 365
7.3 Metonímias da Participação 397
7.4 A Fabricação da Classe Média 432
7.5 Do Welfare ao Warfare State no Brasil 445
COMPOSIÇÃO E FORMAÇÃO DA EQUIPE DE PESQUISA
1. Composição da Equipe 452
1.1 Coordenação Geral 452
1.2 Pesquisadores Assistentes 452
1.3 Pesquisadores estrangeiros em intercâmbio com a EBAPE 453
1.4 Pesquisadores alunos da EBAPE 453
1.5 Pesquisadores Colaboradores com outros vínculos 454
1.6 Bolsistas PIBIC/CNPq ou PROPESQUISA/EBAPE 454
2. Formação Acadêmica da Equipe e alunos da EBAPE 454

CONCLUSÃO 476
LISTAGEM BIBLIOGRÁFICA 479
ANEXOS 495

 


 

Municipalização da Saúde

Pesquisa nacional busca identificar o perfil dos gestores atuais e levantar as inovações na gestão local da saúde

O Programa de Estudos da Esfera Pública da EBAPE/FGV, sob coordenação da Prof.a Sonia Fleury, está realizando a pesquisa MUNICIPALIZAÇÃO DA SAÚDE: INOVAÇÃO NA GESTÃO E DEMOCRACIA LOCAL NO BRASIL com o objetivo de estudar as mudanças ocorridas, na última década, na configuração e no modo de funcionamento do sistema de poder municipal, no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS. A edição anterior desta pesquisa foi realizada em 1996 e permitiu retratar o perfil dos gestores municipais de saúde, identificar as principais características da sua gestão e apontar as variáveis responsáveis pela inovação na gestão em saúde. O questionário atual foi lançado oficialmente, com o apoio do CONASEMS, durante o XXII Congresso das Secretarias Municipais de Saúde, realizado entre 19 e 22 de junho em Recife, e continuará a ser distribuído pelo correio ou através dos COSEMS. O preenchimento é exclusivo para os (as) secretários (as) municipais de saúde.

Este estudo é de extrema importância para o conhecimento da situação atual da gestão da saúde nos municípios em conseqüência do processo de descentralização. Por essa razão, esperamos que todos os (as) secretários (as) municipais de saúde participem, respondendo o questionário e enviando-o pelo correio ou por fax para o endereço abaixo:

Sonia Fleury
ESCOLA BRASILEIRA DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E EMPRESA - EBAPE/FGV
Praia de Botafogo, 190, sala 518
22253-900 - Rio de Janeiro-RJ
Fone (21) 3799-5783
Fax (21) 3799-5710


 

Pesquisa Institucional

Projeto: Uma Análise sobre a Produção Acadêmica da Revista de Administração Pública - RAP

No sentido de ampliar o conhecimento acerca da Escola, principais características, perfil dos alunos, influência dos cursos na carreira profissional dos ex-alunos, produção acadêmica, etc., o que pode contribuir não só para a tomada de decisão dos gestores sobre questões relativas aos produtos oferecidos, mas também para enriquecer as informações que podem ser utilizadas divulgação e reforço da imagem da Escola, é importante o desenvolvimento de um programa de pesquisa institucional.

Portanto, busca-se, através dessa pesquisa institucional, em um primeiro momento, fazer um estudo sobre a produção acadêmica da RAP e, em um segundo momento analisar o perfil dos ex-alunos, sua percepção sobre a Escola e o impacto de sua titulação e aprendizagem em sua carreira profissional. Após estes dois momentos, pretende-se dar continuar realizando estudos institucionais que busquem ampliar o conhecimento sobre a escola, seus alunos, produção acadêmica, a partir das pesquisas, teses, dissertações, artigos e publicações realizados no âmbito da Escola, etc.

Observatório da Inovação Social

Apoio Institucional: PROPESQUISA EBAPE - CNPq

Nossos objetivos são a identificação de experiências inovadoras que permitem a construção de uma esfera pública democrática e o desenvolvimento de uma metodologia capaz de identificar e escalonar os fatores que viabilizam a transformação das estruturas sociais e das relações de poder, entendendo, assim, a dinâmica criadora desde a interação entre estado e sociedade.

O Observatório da Inovação Social assume como critério da avaliação das políticas públicas a sua capacidade de alterar as relações de poder existentes, de forma a permitir a transformação das estruturas burocráticas do estado e das organizações da sociedade em direção à construção de uma esfera pública democrática.

Em nossos estudos buscamos identificar elementos críticos que se constituem em condição para que uma política pública possa influenciar de forma positiva na construção de uma esfera pública democrática e emancipatória.
Como conseqüência, o grau de inovação social pode ser aferido a partir da presença desses elementos na implementação ou como resultado de uma política pública e de seus impactos em relação à dimensões de integração, participação e distribuição.